quarta-feira, 8 de junho de 2016

“Cultura do estupro” é tema de palestras em escolas públicas de Imperatriz.




Por Mônica Dias

Iniciado no final do mês de maio, o ciclo de palestras faz parte de diversas atividades promovidas pela Coordenação Feminista do Centro de Direitos Humanos Pe. Josimo em função dos 10 anos da Lei Maria da Penha. Dentre as escolas contempladas está Urbano Rocha e Dorgival Pinheiro de Sousa.
Com o tema “Os direitos humanos e a negação dos direitos das mulheres e meninas” as palestras visam alertar a juventude sobre a implementação da cultura machista na sociedade e como ela é reproduzida através da violência de gênero, em especial a violência sexual. “Só a juventude é capaz de mudar essa cultura do machismo. Ela é a principal vítima. Se a juventude é informada, ela não vai praticar e vai combater essa prática, principalmente dentro de casa”, diz a Coordenadora do Centro e palestrante, Conceição Amorim.
A próxima palestra também faz parte de uma atividade de intervenção de estágio do aluno de Ciências Humanas da Universidade Federal do Maranhão, Carlos Lucena e será ministrado dia 9 de junho, quinta-feira, às 14 horas, no auditório da escola Dorgival Pinheiro de Sousa de forma gratuita. “É de extrema importância trazer esses debates para sala de aula principalmente nesse momento em que fica evidente a cultura do estupro dentro da sociedade”, ressalta o estudante.
Caso há interesse de outras escolas em debater gênero apenas é preciso que entre em contato com uma das coordenadoras do Centro de Direitos Humanos Pe. Josimo pelos telefones (99) 982038260 (Conceição Amorim) e (99) 981786608 (Vanessa Freitas) ou via email cpcddhjosimo@gmail.com.




Um comentário:

Duda Leite disse...

Conceição Amorim!!!!! Parabéns pelo trabalho social que vc desenvolve em favor dos direitos humanos!!!!